SOS Rio: Transporte de Insulina

relogio 16/01/2011 - 10:25

SBEM informa às pessoas que estejam transportando insulina para pacientes com diabetes que estão na Região Serrana do Rio, arrasada pelas chuvas dos últimos dias, que é importante cuidado com o transporte do medicamento para que a medicação chegue em bom estado às regiões afetadas. Essas são orientações básicas do Ministério da Saúde.

Conservação e Transporte de Insulinas

  • Frascos de insulina NUNCA devem ser congelados (temperatura abaixo de 2º).
  • Evite expor os frascos à luz do sol, pois a insulina pode sofrer degradação.
  • Evite deixar os frascos em locais muito quentes, como o porta-luvas do carro, perto do fogão ou forno elétrico, etc.
  • As insulinas devem ser armazenadas em geladeiras, na porta ou parte inferior. A insulina que está em uso poderá ser mantida em temperatura ambiente (15ºC a 30ºC), por até um mês. Nesse caso, deixar o frasco no lugar mais fresco da casa, como, por exemplo, perto do filtro de água.
  • Não usar a insulina se notar mudança na cor e presença de grânulos.

Situações Especiais

  • Em caso de viagens, colocar os frascos de insulina em bolsa térmica ou caixa de isopor. Não precisa colocar gelo. Caso não tenha bolsa térmica ou isopor, leve o frasco em bolsa comum, junto a você, onde não receba a luz do sol, diretamente.
  • Deve ser evitada a armazenagem em locais que não tenham geladeiras. Contudo, em situações especiais, os frascos de insulina deverão ser mantidos no local mais fresco da casa ou edifício. A insulina guardada nestas condições deve ser usada no prazo máximo de seis meses.
  • Em casos de armazenagem de estoques maiores de insulina, como emunidades de saúde, o responsável pelo controle de distribuição deve 1 estar atento para que os frascos sejam distribuídos, seguindo o sistema PEPS (primeiro a entrar, primeiro a sair).

Transporte

Por um período de curta duração (até sete dias) é permitido transportar a insulina em condições não-refrigeradas.  Para tanto, devem ser seguidas as seguintes recomendações:
  • Evitar exposição dos frascos ao calor excessivo (acima de 40ºC).
  • Usar sempre veículo com isolamento térmico.
  • Nunca expor a insulina ao sol, diretamente.
  • Preferir o transporte noturno.
  • Não congelar o produto.
  • Não transportar a insulina com gelo seco.
  • Não deixar o veículo estacionado ao sol se o mesmo não tiver ventilação ou isolamento térmico.
  • Colocar a insulina na geladeira, logo que chegar ao seu destino.
  • Em viagem de avião, não despachar os frascos com a bagagem, pois a baixa temperatura do compartimento de cargas pode congelar a insulina.

Atenção:

Uma vez aberto o frasco de insulina ou refil das canetas, só utilizar no máximo no período de 30 dias.

 

Fonte: Ministério da Saúde