Doenças da Hipófase

relogio 31/07/2009 - 11:45

Responsável pela atividade de outras glândulas do corpo, a hipófise é de grande importância para o organismo. Ela regula a secreção do leite, nas mulheres, e produz o hormônio do crescimento.

As doenças mais comuns relacionadas à hipófise são oriundas de tumores. No entanto, esses tumores quase sempre são benignos. O problema, como explica a Dra. Mônica Gadelha, é a difícil localização para uma intervenção cirúrgica. Hoje, no entanto, há técnicas menos invasivas, que apenas um neurocirurgião, devidamente treinado, deve fazer.

Algumas das doenças decorrentes dos tumores da hipófise.

  • A acromegalia é causada, na grande maioria dos casos, por um tumor que secreta o hormônio do crescimento. A acromegalia geralmente é percebida muito tardiamente. O diagnóstico demora até cerca de dez anos, já que a população quase nunca é suficientemente informada para perceber os sintomas. A acromegalia faz com que as extremidades do adulto cresçam desproporcionalmente, levando ao crescimento dos pés (com mudança do número do calçado) e mãos. Outras manifestações da doença são alteração nas feições, diabetes, hipertensão, nódulos na tireoide e problemas no coração. Em crianças e adolescentes, o excesso do hormônio do crescimento causa gigantismo.
  • Prolactinoma é um tumor benigno que pode surgir na hipófise. Atinge mulheres e homens (em menor proporção), induzindo a uma secreção da prolactina que é o hormônio responsável pela produção do leite. Os principais sintomas desse tumor são a secreção de leite pelos mamilos (galactorréia), distúrbios na menstruação e impotência sexual no homem.
  • A Doença de Cushing é determinada quando a hipófise secreta ACTH, que causa o excesso de cortisol. Ela causa obesidade, hipertensão, diabetes e fraqueza muscular.

 

 

Consultoria Dra. Monica Gadelha