Tireoidites

Eventos Médicos

Tireoidites

por site em 15 de abril de 2021


Dr. Walter Bloise – Faculdade de Medicina USP

As tireoidites constituem um capítulo importante da patologia da glândula tireóide e as que merecem destaque pelo interesse prático são as seguintes:

Tireoidite aguda supurativa, causada por agentes bacterianos, extremante rara, acomete, principalmente o lobo E. e é tratada com antibióticos.

Tireoidite sub-aguda (não supurativa) de etiologia viral acomete geralmente mulheres.O quadro clínico é caracterizado por intensa dor na tireóide, febrícula e mal estar.pode haver um quadro inicial de tireotoxicose leve e tansitória.O tratamento com anti-inflamatórios não hormonais costuma dar bons resultados e o corticosteróide é utilizado nos casos mais graves e muito dolorosos.

Tireoidite crônica (T. de Hashimoto, T. auto-imune) é de grande importância prática devido ‘a sua grande prevalência particularmente nas populações com alta ingestão de iodo. O quadro clínico variando desde um pequeno bócio com função glandular normal ao outro extremo de quadros graves de hipotireoidismo. Os sintomas são os decorrentes da função tireóidea alterada. Menos freqüentemente pode haver um quadro clínico inicial de tireotoxicose. Ela incide preferentemente no período pós parto. No quadro laboratorial é da maior importância

a constatação de níveis significativos de auto-anticorpos contra os antígenos da tireóide: tireoglobulina e perôxidase. Um dos sinais ultra-sonográficos mais precoces é o da textura heterogênea difusa. O processo imunológico humoral e celular é a base etiológica que freqüentemente leva ‘a destruição maior ou menor da glândula. O tratamento na grande maioria dos casos se restringe ‘a reposição da deficiência hormonal.

Tireoidite de Riedel e outras tireoidites específicas (Tuberculose, etc) são inusitadas e com menor interesse prático.