Sessão Plenária – Papel Importante da Aromatase na Saúde Óssea no Envelhecimento Masculino

Eventos Médicos

Sessão Plenária – Papel Importante da Aromatase na Saúde Óssea no Envelhecimento Masculino

por site em 15 de abril de 2021


J-M Kaufman Bélgica

Maturação óssea retardada com aquisição de deficiência de massa óssea em homens com falhas a exposição esteróide da puberdade e turnover do osso aumentado com perda óssea em homens adultos com hipogonadismo, ilustram a importância, dos esteróides sexuais para desenvolvimento e manutenção do esqueleto do homem.

Um papel importante da testosterona na homeostase óssea masculina já era conhecida.; Agora é claro que este fato é amplamente dependente da sua aromatização a estrogeno. Experiências mostraram deficiência de maturação esquelética e massa óssea baixa em homens resistentes a estrogenos e com deficiência de aromatase. Nesses últimos há a imediata maturidade esquelética e aumento da massa óssea com administração de estrogeno. Considerando outro lado da vida esquelética, um estudo com modulação seletiva de níveis de estradiol e testosterona confirmou que em homens velhos aromatização da testosterona tem papel importante na regulação do metabolismo ósseo, como é indicado por estudos observacionais. Outros estudos mostraram a associação mais forte do turnover e status mineral ósseo, com correlação de estrogeno livre e bioequivalente do que correlação de testosterona livre e bioequivalente. Além do mais, perda óssea foi associada a polimorfismo do gen da aromatase, independentemente do estrógeno circulante sugerindo um papel no osso para aromatase. Dados limitados indicam associação do estradiol sérico e polimorfismo do gene da aromatase com prevalência de fraturas.

Estes achados tem implicação obvia nas estratégias terapêuticas da osteoporose senil. O autor citou estudo de 3 anos de 2003 de Lisa Tenover com evidente melhora da melhora DMO em homens tratados com testosterona e testosterona e finasteride.

Conclusão: há evidencias para o papel dos estrogenos, o que não exclui efeitos androgênicos, na saúde óssea no envelhecimento masculino.