SBEM e SBD no Dia Mundial do Diabetes

relogio 14/11/2012 - 17:25 Notícias

Em virtude do Dia Mundial do Diabetes, a SBEM, junto com a Sociedade Brasileira do Diabetes, promoveu atividades em diversos pontos do Rio de Janeiro na manhã do dia 14 de novembro. As ações ocorreram no Centro de Niterói, na Praça da República; em Madureira, na Coifa do Samba do Parque de Madureira; e no Centro Olímpico da Comunidade da Rocinha. 

Ação de Niterói
Coordenada pela  Dra. Vivian Ellinger, presidente da SBEM-RJ, a atividade contou com a participação de médicos, nutricionistas e enfermeiros voluntários, e ofereceu gratuitamente à população testes de diagnóstico precoce de diabetes por meio do questionário Findrisk, e, para os pacientes já diagnosticados com diabetes, foi feita uma avaliação por meio do teste de glicemia capilar.

Todos os presentes passaram por testes de IMC, pesagem, avaliação da circulação arterial, circunferência abdominal e orientação sobre cuidados com os pés, esse último oferecido pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBAVC). No fim do atendimento, todos os pacientes eram encaminhados pra uma das salas da biblioteca para participar de palestras sobre orientação e prevenção do diabetes.

Confira o vídeo com entrevista da Dra. Vivian:

Ação de Madureira
Na Coifa do Samba, o evento contou com a presença de mais 300 participantes que puderam acompanhar de atividades como: avaliação de pressão arterial, medição de cintura abdominal, peso, altura, IMC, questionário de avaliação de risco de DM2, avaliação de hemoglobina glicada e glicemia capilar para pessoas com risco de diabetes tipo 2 e avaliação dos pés.

Além disso, todos puderam ver exposições, receber material educativo sobre diabetes, pé diabético e outras complicações, assim como assistir a vídeos sobre a doença. Na parte aconteceu uma palestra no Mercadão de Madureira, no qual o diabetes também esteve em pauta.

Ação na Rocinha
Com o objetivo principal de disseminar informações importantes sobre o diabetes, moderadores da Rocinha, no Rio de Janeiro, participaram na manhã desta quarta-feira de uma ação promovida pelas regionais cariocas da SBEM e da Sociedade Brasileira de Diabetes.

De acordo com o presidente da SBD-RJ, Dr. João Régis, o objetivo das medidas de orientação contribuem não apenas com a melhora de vida do paciente com diabetes, mas também evitam que o governo tenha gastos maiores com as complicações crônicas. “Percebemos um grande interesse da comunidade sobre o tema, interagindo com os profissionais de saúde, preocupados com a prevenção”, conta Dr. João Regis.

Além de palestras informativas, os pacientes passaram por orientação com endocrinologistas, nutricionais e ainda por uma atividade prática de cuidado com os pés, organizada pelo Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione (IEDE). De acordo com a Dra. Rosane Kupfer, chefe do Serviço de Diabetes do IEDE e membro da Diretoria da SBEM Nacional, durante toda a manhã pacientes aprenderam de forma prática maneiras de como prevenir o pé diabético. “Numa roda de atividades, a equipe da Unidade do Pé Diabético do IEDE passou informações importantes como: quais são os tipos ideais de calçados, como secar os pés, como hidratar, além de cuidados básicos de higiene”, afirma. “Além disso, foi distribuído um kit, com lixa de unha, palitinho e creme hidratante para todos os participantes”, conta.

EMBE 2019
Universidade online SBEM