Relatório Global de Nutrição

relogio 16/06/2016 - 16:07 Notícias

A má nutrição é um dos graves problemas de saúde pública do mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a maioria da população sofre de desnutrição. Foi o que apresentou o novo Relatório Global de Nutrição da entidade, que avaliou 129 países. O documento foi divulgado na terça-feira (14/6) e destacou que o problema agrava ainda mais a questão da obesidade e das doenças não transmissíveis, como o diabetes.

De acordo com a OMS, má nutrição é definida como “o desequilíbrio entre a oferta de nutrientes e de energia, e a exigência do corpo para garantir a manutenção, crescimento e funções específicas das células.”

O relatório destacou que carência alimentar não está relacionada apenas à questão da fome. Essa é uma das formas de desnutrição, que pode manifestar-se também pelo acúmulo de gordura ou alto índice de colesterol e açúcar no sangue.

O estudo mostrou que a má nutrição está contribuindo para o aumento da obesidade no mundo (principalmente em crianças menores de 5 anos) e, consequentemente, para o crescimento de doenças cardiovasculares e do diabetes. 44% dos países analisados apresentaram níveis graves de obesidade e desnutrição. Os dados do documento destacaram que o número de crianças com sobrepeso está equiparando-se ao número de crianças abaixo do peso.

O objetivo do relatório é servir de referência, oferecendo exemplos de mudanças e identificando oportunidades de ação. Os dados, segundo o documento, servirão como base para a melhor compreensão de onde há má nutrição. Além disso, as metas globais de nutrição para 2030 foram apresentadas.

A pesquisa ainda apresentou informações importantes com relação às atuais metas globais de nutrição dos países. De acordo com o texto, àquelas relacionadas ao baixo peso e ao atraso no crescimento da criança estão mais perto de serem alcançadas. Por outro lado, quase todos os países estão longe de cumprir as metas com relação à redução da anemia entre as mulheres, do sobrepeso em adultos, do diabetes e da obesidade.

O Relatório Global de Nutrição pode ser acessado na íntegra no site da Organização Mundial da Saúde

cbaem 2019
Proendocrino set 2018