Médicos Brasileiros na Luta contra o Covid-19

relogio 04/05/2020 - 16:30 Covid-19

O Conselho Federal de Medicina divulgou um informe sobre a preocupação com alguns estados brasileiros sobre a liberação de médicos, que estudaram fora do país, para atuar no Brasil durante a pandemia, sem prestar a prova do Revalida.

O Dr. Mauro Luiz de Brito Ribeiro, presidente do CFM, mencionou no vídeo que não existe necessidade, nesse momento, de ignorar o Revalida (prova) para liberação destes profissionais. Ele explicou que existem 26 mil médicos brasileiros com CRM, 3 mil residentes e 54 mil acadêmicos de medicina (sob previsão de preceptores) que se voluntariaram para atender à população brasileira.

O presidente lembra que a prova é feita pelo Ministério de Educação e Ministério da Saúde e que, no ano passado, dos 8 mil inscritos na prova do Revalida apenas 300 foram aprovados. “Não é uma prova difícil e serve para comprovar conhecimentos básicos para atendimento à sociedade”.

A seguir o vídeo com a declaração completa do CFM.   

EMBE 2019
COVID 19