ISP 2010

relogio 09/02/2010 - 17:47

Teve início no dia 16 de dezembro o prazo de candidaturas para o International Scholars Program (ISP) 2010. O programa tem como meta o desenvolvimento científico de jovens endocrinologistas de vários países. Os selecionados participam de workshops internacionais e realizam pesquisas nos mais avançados laboratórios do mundo.

Os membros da Comissão Internacional selecionarão os currículos, através dos meios de comunicação da SBEM, e o prazo de inscrição se encerra no dia 10 de fevereiro. Após a primeira fase de seleção no Brasil, a entidade norte-americana avalia os candidatos apresentados pela SBEM. Depois de ter o nome confirmado, o pesquisador começará a buscar, juntamente com a Endocrine Society, um centro adequado à sua linha de pesquisa.

De acordo com o Dr. Amélio Godoy-Matos, presidente da Comissão Internacional da SBEM, o fato do candidato ter experiência na área de pesquisa, já saber o que quer estudar ou ter algum contato com pesquisador ou serviço internacional pode favorecê-lo. Entretanto, o endocrinologista esclarece que esse fato não impede que algum pesquisador estrangeiro se interesse pela candidatura do jovem sem essa experiência. Para ele, a importância do programa está na possibilidade de aprimoramento e no intercâmbio com instituições internacionais.

O Dr. Rodrigo Moreira, presidente da Comissão de Valorização de Novas Lideranças da SBEM, enfatiza que o ISP é uma oportunidade única para os endocrinologistas mais jovens conseguirem um vínculo com uma universidade de renome internacional.

As entrevistas entre os responsáveis pelos centros de excelência e os pesquisadores serão realizadas durante o Endo Society Annual Meeting, programado para junho de 2010, em San Diego (Estados Unidos).

Para a Dra. Valéria Guimarães, membro da Comissão Internacional da SBEM e Co-chair do programa pela Endocrine Society, o ISP é muito valorizado internacionalmente e é uma ótima ferramenta para estimular novas lideranças.  

Como se Inscrever

As candidaturas devem ser feitas com o envio da documentação via e-mail e impresso para a secretaria da SBEM, para análise da Comissão Internacional.

 
Leia Mais: