Interposição do Íleo

relogio 27/07/2011 - 09:57 Notícias

O Conselho Federal de Medicina não aprovou a cirurgia de redução de estômago com interposição de íleo, técnica feita no apresentador da Rede Globo, Fausto Silva, e que pomete, além do emagrecimento, a cura do diabetes. Segundo o CFM, a cirurgia, antes de ser autorizada, ainda precisa de mais estudos e pesquisas que comprovem sua eficácia e sua segurança para os pacientes.

A técnica foi criada pelo médico Áureo Ludovico de Paula e é feita com o grampeamento para redução do estômago, e um reposicionamento do íleo, área que controla a produção da insulina. A ideia é que este reposicionamento do íleo aumente a produção de insulina.

Confira a íntegra da nota abaixo:

ESCLARECIMENTO À SOCIEDADE

O Conselho Federal de Medicina (CFM) informa que seu plenário – reunido em 14 de julho – deliberou aguardar o desenvolvimento e a apresentação de novos estudos e pesquisas que justifiquem alterações na Resolução CFM 1942/2010, que estabelece normas seguras para o tratamento cirúrgico da obesidade mórbida, definindo indicações, procedimentos e equipe.  Ou seja, a regra atual continua a valer e não sofreu alterações.

Na avaliação da entidade, técnicas recentes – como a gastrectomia vertical com interposição de íleo - ainda precisam de mais estudos e pesquisas que comprovem sua eficácia e sua segurança para os pacientes para serem autorizadas.

A Câmara Técnica de Cirurgia Bariátrica, criada pelo CFM especialmente para analisar os trabalhos desenvolvidos na área, continuará ativa. O grupo avaliará estudos e pesquisas, sendo que se os resultados indicarem eficácia e segurança de técnicas analisadas, o debate poderá ser reaberto de forma a oferecer ao brasileiro novas opções terapêuticas.

Conselho Federal de Medicina

cbaem 2019
Proendocrino set 2018