Insulina para o Haiti

relogio 22/01/2010 - 14:52

Atendendo ao pedido da International Diabetes Federation (IDF), a Sociedade Brasileira de Diabetes, parceira da SBEM, deu início a uma campanha de ajuda às vítimas da tragédia do Haiti. A Sociedade doou R$ 10 mil para a compra de medicamentos. De acordo com Dr. Saulo Cavalcanti, presidente da SBD, cerca de 300 mil pessoas têm diabetes naquele país.

A IDF, que já atua, socorrendo pessoas com diabetes em locais que sofrem com catástofres e guerras,  enviará o que for arrecado para a Insulin for Life. O grupo – uma organização sem fins lucrativos, baseada na Austrália, que arrecada e distribui insulinas e outros medicamentos para pessoas com diabetes começou a se mobilizar na mesma semana da catástofre. 

As doações, que serão aceitas apenas em dinheiro, a partir de R$ 20,00, podem ser realizadas através do site da SBD, onde está disponível um link de um sistema onde é possível fazer a colaboração via internet.

Segundo informações, divulgadas pela IDF, está havendo um contato permanente com a associação-membro no Haiti, confirmando o recebimento de suprimentos que estão sendo enviados ao país.

Na terça-feira, dia 19 de janeiro, o Dr. Charles Nancy Larco, coordenador do projeto de diabetes e o Haiti, disse que os sobreviventes estão em busca de de suprimentos para testes de glicemia e pressão arterial.

A campanha de doações foi feita em nome do Presidente da IDF, Jean Claude Mbanya, que fez uma convocação mundial, pedindo doações para o Fundo de Socorro da IDF para o Haiti IDF. O dinheiro arrecadado será usado para apoiar as pessoas com diabetes, durante a emergência, e contribuir para a reconstrução dos serviços de longa duração.

No site da IDF foi disponibilizado um sistema de pagamento utilizado em milhares de transações online - o PayPal -, já a SBD está usando o sistema do PagSeguro da Uol, ambos muito simplificado.  

 

Saiba Mais: