Glicosímetros no Verão

relogio 04/02/2014 - 16:25 Cuidados com a Saúde

Muito se fala sobre os cuidados com as insulinas quando está fazendo calor. No entanto, é preciso ficar de olho também nos glicosímetros (aparelhos usados para medir a glicose no sangue) e nas tiras para teste de glicemia.

Alguns pacientes com diabetes, especialmente aqueles com o tipo 1, necessitam medir a glicemia várias vezes por dia, de acordo com a recomendação médica. Por isso, o equipamento de medição de glicose precisa ser transportado em saídas, passeios e viagens. Mas, muitas vezes, não são tomados os cuidados adequados, causando danos ao aparelho e resultando em medições erradas, que podem levar a uma administração equivocada de medicamentos e/ou insulina.

Alguns glicosímetros sinalizam quando a fita está imprópria para o uso. Mas nem todos os aparelhos são assim e por isso os pacientes devem estar atentos à manutenção. A Dra. Claudia Pieper, endocrinologista, afirma que quando a fita de teste é submetida a calor ou umidade excessivos, a mesma pode perder a sua eficácia. “Se o tubo de fita de teste também não for bem fechado e não estiver armazenado corretamente, pode danificar as tiras”, completa.

A médica lembra, ainda, que a parte de leitura do glicosímetro também deve ser limpa, de tempos em tempos, para manter a garantia da leitura dos níveis de glicose.

Confira algumas dicas para preservar o material, evitando danos e leituras equivocadas:

- Alguns aparelhos já possuem um sinal para avisar quando o aparelho está submetido a temperaturas muito elevadas. Confira no manual se o equipamento possui alguma forma de aviso;

- É importante manter o glicosímetro e as tiras em ambiente fresco e arejado (normalmente, entre 10° e 30°C), longe da luz solar;

- Mesmo com as altas temperaturas dessa época do ano, é importante que o material nunca seja refrigerado;

- No verão, as pessoas procuram se refrescar em piscinas, praias, cachoeiras. Portanto, atenção ao realizar testes nesses ambientes: além de deixar o material armazenado em lugar fresco e longe da luz do sol, as mãos devem estar sempre limpas e bem secas. Manipular as tiras com as mãos molhadas pode, além de estragá-las, alterar o resultado da medição.

Fique Atento Sempre

A D. Nadyr das Neves, 89 anos e com diabetes tipo 2, ficou preocupada durante alguns dias, pois sua glicemia se mantinha em níveis mais altos do que o normal. Segundo relato da paciente, ela acreditava que isso estava ocorrendo por causa dos excessos das férias. Entretanto por mais que se mantivesse na dieta e com as medicações em dia, os números continuavam altos.

Ao conversar com a sua médica sobre o fato, recebeu a orientação de fazer uma troca de fitas e teste em outro aparelho. Assim que fez o que sua médica sugeriu, observou que a glicemia estava normal e as fitas haviam sido danificadas pelo excesso de calor, pois as guardava na cozinha.

Pacientes e familiares devem ficar atentos a esse tipo de situação. Com o calor excessivo em diversas regiões do país, onde estão sendo registradas temperaturas muito altas, é preciso atenção redobrada com armazenamento de equipamentos e na hora de transportar fitas, glicosímetros e insulina.

 

cbaem 2019
Pro Endocrino setembro 2019