Fuja das Dietas da Moda

relogio 24/02/2014 - 12:54 Notícias

A menos de um mês do Carnaval, a busca pela perda dos quilinhos a mais continua em ritmo acelerado. Diversas publicações, como jornais e revista, estão repletas de dietas milagrosas, que prometem grande perda de peso em pouco tempo e, muitas vezes, com pouco esforço. Na internet, sites e anúncios em redes sociais também prometem bons resultados com restrições alimentares.

A Dra. Luciana Lopes, endocrinologista associada da SBEM Rio de Janeiro, concedeu uma entrevista para a Rádio Brasil, esta semana, abordando o assunto. A especialista afirmou que infelizmente existem as modas das dietas. “Tem momentos que a dieta da moda é restringir o glúten e a lactose. Em outras épocas a dieta é focada no consumo de proteínas. Mas é preciso tomar muito cuidado com esse tipo de dieta, pois pode gerar carências de vitaminas e de outros componentes essenciais para a saúde”, ressaltou.

A médica disse ainda, que qualquer dieta restritiva de um grupo de alimentos resultará em uma perda de peso, mas o que a pessoa precisa saber é que o emagrecimento, nestes casos, estará associado a uma perda de saúde. “Além disso, quando a pessoa perde peso muito rápido, existe uma tendência de que o mesmo seja recuperado também muito rápido”, completou a Dra. Luciana, falando sobre o conhecido, e temido principalmente pelas mulheres, efeito sanfona. A endocrinologista abordou ainda os efeitos dessas dietas tanto em mulheres como nos homens, que geralmente possuem o metabolismo mais acelerado, devido à testosterona, o que resulta em uma perda de peso mais rápida.

Há muito tempo, a SBEM se posiciona a respeito destas dietas e divulga a receita correta para o emagrecimento saudável, que consiste na alimentação a base de uma dieta balanceada, com a ingesta de todos os grupos alimentares, mantendo determinados limites, somada à prática de atividades físicas. Esta é a fórmula consagrada que dá saúde para a pessoa que está no processo de emagrecimento. Vale lembrar ainda, que todo processo deve ser acompanhado por um especialista que poderá avaliar as necessidades reais do paciente e direcioná-lo para o emagrecimento focado na manutenção da saúde, em primeiro lugar.

“Diminuir o peso é mais fácil do que manter. E, para manter o peso, é necessário uma reeducação alimentar e uma mudança dos hábitos de vida. O importante é comer, para sempre, uma dieta balanceada e associar a pratica de atividades físicas 3 a 5 vezes por semana”, reafirmou a Dra. Luciana.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia também:

Confira a entrevista da Dra. Luciana Lopes no link abaixo.

cbaem 2019
Proendocrino set 2018