Diretriz sobre Manejo Farmacológico da Osteoporose

relogio 29/03/2019 - 16:38 Eventos Médicos

De 23 a 26 de março, a Endocrine Society realizou seu congresso anual em Nova Orleans. São centenas de apresentações em auditórios lotados, onde os endocrinologistas acompanham os principais resultados de pesquisas na área, realizadas no mundo. Entre os assuntos levados para apresentação aos jornalistas internacionais estão novos Guidelines de Tratamentos, como o sobre o da osteoporose em mulheres na pós-menopausa.

Lançamento

A ES lançou a Endocrine Society's Clinical Practice Guideline - intitulada "Manejo farmacológico da osteoporose em mulheres na pós-menopausa: uma diretriz de prática clínica da Endocrine Society". A publicação estará online e será publicada na edição de maio de 2019 do Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism (JCEM).

Segundo a ES, a diretriz fornece evidências para os benefícios do tratamento de mulheres na pós-menopausa com osteoporose. As recomendações cobrem as opções de medicação mais recentes e mais eficazes e respondem às perguntas dos pacientes em relação à duração da terapia e monitoramento.

Uma em cada duas mulheres na pós-menopausa terá uma fratura provocada pela osteoporose durante a sua vida, tornando-as em alto risco para novos episódios, em função da falta de tratamento.

“Há uma lacuna considerável no tratamento da osteoporose. A eficácia é comprovada, quando realizada de forma contínua”, disse o Dr. Clifford J. Rosen, diretor do Centro de Pesquisa Clínica e Translacional do Instituto de Pesquisa do Centro Médico do Maine, em Scarborough. O médico presidiu o comitê de redação que desenvolveu a diretriz.

A expectativa da Endocrine Society é que a diretriz não só melhore o atendimento ao paciente, mas forneça confiança no tratamento.

endocrine society

Recomendações

As Recomendações das Diretrizes são provenientes de duas revisões baseadas em evidências e incluem:

- Tratar mulheres na pós-menopausa com alto risco de fraturas, especialmente aquelas que sofreram uma fratura recente, com terapias farmacológicas, pois os benefícios superam os riscos.

- Prescrever o tratamento inicial com bisfosfonatos para reduzir o risco de fratura.

- Reavaliação do risco de fratura após três a cinco anos em mulheres que tomam bifosfonatos.

Outros membros do comitê de redação da Endocrine Society que desenvolveram esta diretriz incluem: Richard Eastell, da Universidade de Sheffield, em Sheffield, Reino Unido; Dennis M. Black, da Universidade da Califórnia, São Francisco, em São Francisco, Califórnia; Angela M. Cheung, da Universidade de Toronto, em Toronto, Canadá; M. Hassan Murad, do Centro de Prática Baseada em Evidência da Clínica Mayo, em Rochester, Minnesota; e Dolores Shoback, do San Francisco Veterans Affairs Medical Center, em São Francisco, Califórnia.

Comitês 

A Endocrine Society esclarece que cada diretriz é criada por um comitê de redação de especialistas relacionados a tópicos nas respectivas áreas. Os comitês de redação se baseiam em revisões baseadas em evidências da literatura no desenvolvimento de recomendações de diretrizes. A Endocrine Society não solicita nem aceita apoio corporativo para suas diretrizes. Todas as Diretrizes de Prática Clínica são apoiadas inteiramente pelos fundos da Sociedade.

Esta diretriz de prática clínica foi co-patrocinada pela Sociedade Europeia de Endocrinologia.

*Os temas definidos para divulgação para a comunidade internacional foram escolhidos pela Endocrine Society

cbaem 2019
Proendocrino set 2018