Diretriz Conjunta Brasil-Portugal sobre Diabetes Mellitus Tipo 2

relogio 26/05/2020 - 19:29 Comunicados Oficiais

Acaba de ser publicada, na Diabetology and Metabolic Syndrome, a Diretriz que irá orientar o tratamento de pacientes com Diabetes Mellitus Tipo 2 no Brasil e Portugal pelos próximos anos. 

 O documento envolveu quatro sociedades médicas - SBEM, Sociedade Brasileira de Diabetes, Sociedade Portuguesa de Diabetes e Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo -, e 33 especialistas, cujo conteúdo é todo baseado em evidências científicas.

Como descreveu um dos autores, o Dr. Marcello Bertoluci*, as novas diretrizes se dividem em quatro partes, sendo que a primeira trata as recomendações no manejo da hiperglicemia em pacientes com diabetes tipo 2, sem doença cardiovascular e sem doença renal; a segunda parte para pacientes com doença cardiovascular  aterosclerótica; a terceira para pacientes com insuficiência cardíaca; e a última voltada para pacientes com doença renal crônica.

“Os critérios de decisão foram feitos por nível de evidência e grau de recomendação, onde foi feita uma revisão sistemática da literatura de cada um dos itens discutido. Possui statements e afirmativas, com justificativa baseada na literatura, e um grau de evidências associadas”, explicou o Dr. Bertoluci. São 33 tópicos no documento.

Segundo o endocrinologista, a principal novidade é o manejo da hiperglicemia do paciente com diabetes centrado na patologia de base. "Pacientes com doença aterosclerótica cardiovascular, com insuficiência cardíaca ou com doença renal terão manejos específicos".

O endocrinologista explica que a Diretriz deixa alternativas de tratamento para diversos casos, com orientações sobre substituição de medicamentos, utilizando hemoglobina glicada como base. 

“As alterações na Diretriz vêm de encontro aos métodos atuais, na maior parte das Sociedades Científicas, recomendados e atualizados com as últimas evidências de grandes ensaios clínicos”. Segundo o Dr. Bertoluci, o documento lança a ideia de um tratamento individualizado, para cada situação clínica do paciente e não mais o tratamento da hiperglicemia somente baseado na glicose. “Acredito que essa seja a grande novidade. Por ser uma Diretriz conjunta será importante tanto no Brasil como em Portugal, onde existem muitos brasileiros e uma demanda para que se houvesse modificação no acompanhamento desses pacientes nos dois países”.

Autores - Portuguese-Brazilian evidence-based guideline on the management of hyperglycemia in type 2 diabetes mellitus 

Marcello Casaccia Bertoluci, João Eduardo Nunes Salles, José Silva-Nunes, Hermelinda Cordeiro Pedrosa, Rodrigo Oliveira Moreira, Rui Manuel Calado da Silva Duarte, Davide Mauricio da Costa Carvalho, Fábio Rogério Trujilho, João Filipe Cancela dos Santos Raposo, Erika Bezerra Parente, Fernando Valente, Fábio Ferreira de Moura, Alexandre Hohl, Miguel Melo, Francisco Garcia Pestana Araujo, Rosa Maria Monteiro Castro de Araújo Principe, Rosane Kupfer, Adriana Costa e Forti, Cynthia Melissa Valerio, Hélder José Ferreira, João Manuel Sequeira Duarte, José Francisco Kerr Saraiva, Melanie Rodacki, Maria Helane Costa Gurgel Castelo, Mariana Pereira Monteiro, Patrícia Quadros Branco, Pedro Manuel Patricio de Matos, Pedro Carneiro de Melo Pereira de Magalhães, Roberto Tadeu Barcellos Betti, Rosângela Roginski Réa, Thaisa Dourado Guedes Trujilho, Lana Catani Ferreira Pinto & Cristiane Bauermann Leitão.

*O Dr. Marcello Bertoluci é membro da Diretoria do Departamento de Dislipidemia e Aterosclerose da SBEM Nacional.

EMBE 2019
CBEM 2020