Campanha de Valorização do Endocrinologista - Perfil do Endocrinologista Brasileiro

relogio 04/06/2009 - 16:02

Durante o 26o CBEM, em 2004, realizado em Florianópolis, a diretoria da SBEM Nacional divulgou os resultados da primeira pesquisa online realizada no Brasil sobre o “Perfil do Endocrinologista Brasileiro”. O objetivo desse estudo era conhecer quem é o endocrinologista brasileiro, para que sejam realizadas estratégias de divulgação e de investimento em gestão de conhecimento, que atendam às necessidades deste profissional.

A idéia surgiu durante reuniões entre a Comissão de Comunicação Social e a equipe de jornalismo do site, em julho de 2003. Foi idealizado um questionário com os tópicos considerados mais relevantes. Para facilitar a resposta, vários itens tinham como opção sim ou não. Para incentivar a participação, os especialistas cadastrados no site foram lembrados da pesquisa através do Boletim Online da SBEM.

Foram analisados 270 formulários, no período de 25 de agosto de 2003 a 5 de outubro de 2004. Todos os e-mails têm identificação de nome, cidade e estado, o que facilita a montagem do perfil e a identificação de todos os participantes.

A seguir alguns percentuais mais significativos que foram observados.

Sexo:
feminino – 59,62%
masculino – 40,38%

Sócios da SBEM:
associados – 87,03%
não sócios – 10,74%
não responderam – 2,3%

Associados da AMB:

sim – 52,96%
não – 37,03%
não responderam – 10%

Outras associações em que está filiado:
Foram assinaladas 48 entidades nacionais e 16 internacionais, sendo que as duas mais indicadas foram Sociedade Brasileira de Diabetes (com 60 indicações) e a Associação para o Estudo da Obesidade (com 32 indicações). 80 pessoas não responderam.

Período de residência:

Aparecem em destaque:
18% - dois anos
14,4% - três anos
9,62% - menos de dois anos

Possuem o Título de Especialista em Endocrinologia e Metabologia (TEEM):
sim – 67,03%
não – 27,40%
não responderam – 5.55%

Quais as áreas da endocrinologia de maior interesse?

  •  diabetes: 79,62%
  •  tireóide: 78,51%
  •  obesidade e dislipidemia: 60%
  •  neuroendocrinologia: 43,33%
  •  dislipidemia e aterosclerose: 40%
  •  endocrinologia pediátrica: 37,77%
  •  endocrinologia básica: 37,03%
  •  adrenal e gônadas: 33,33%
  •  endocrinologia feminina e andrologia: 30,03%
  •  metabolismo ósseo e mineral: 29,62%

 

Atende a convênios?
sim – 73,33%
não – 21,11%
não responderam – 5,55%

Está satisfeito com os planos de saúde?
sim – 2,60%
não – 87,78%
não responderam – 9,62%

Sente-se realizado como endocrinologista?
sim – 85,18%
não – 10%
não responderam – 4,81%

Já publicou algum trabalho em revistas e congresso?
sim – 68,51%
não – 26,67%
não responderam – 4,82%

Quantos eventos costuma participar por ano?
até 2 – 37,7%
entre 3 e 5 – 45,55%
mais de 5 – 12,2%
não responderam – 4,44%

Você usa a internet para atualizar-se em Endocrinologia?
sim – 87,78%
não – 7,03%
não responderam – 5,18%

A seguir a lista de diversas solicitações enviadas pelos participantes. As de interesse pessoal foram retiradas, mas estão no relatório detalhado da pesquisa.

Vários itens já foram providenciados pela SBEM ou estão em andamento.

Sobre o TEEM: (17,46%)

  • informação detalhada sobre como obter o TEEM;
  • custo acessível para o TEEM;
  • provas antigas do TEEM para praticar;
  • pedido para fazer o TEEM sem residência médica;
  • curso preparatório para obtenção do TEEM (2);
  • valorização do endocrinologista titulado;
  • pesquisa entre os não titulados: Saber o motivo da não titulação.

 

Institucional: (26,98%)

  • Satisfação com a direção atuante da SBEM;
  • Valorização do endocrinologista frente à população e enfatizar que o tratamento da obesidade e do diabetes é melhor feito por esses profissionais;
  • Autonomia dos endocrinologistas perante planos de saúde;
  • Criação de microregionais, como por exemplo, no sul de MG, já que o contato maior se dá com SP e não com BH;
  • Maior ação sobre condutas médicas como manipulações para obesidade e conscientização dos poderes públicos sobre a importância de um especialista nos programas de diabetes e outros;
  • Como transferir anuidade de estado para estado;
  • Criar revalidação de título;
  • Incentivo para reciclagem de profissionais;
  • Normatização de fórmulas emagrecedoras;
  • Discutir os convênios;
  • Descentralização das atividades para o interior;
  • Maior participação na área de Defesa Profissional relacionada aos planos de saúde;
  • Maior rigor no credenciamento de novos serviços;
  • Feliz com a iniciativa do EndoRio;
  • Local da sede da SBEM Rio não deveria ficar só no IEDE, sendo rotatória;
  • Terminar conflito com SBD e outras entidades.

 

Eventos: (19,04%)

  • Cursos de atualização com periodicidade regular;
  • Maior freqüência de cursos regionais de atualização sem vínculo com a indústria farmacêutica;
  • Informações sobre cursos básicos de Endocrinologia e Metabologia em São Paulo;
  • Sugestão de criação de encontros periódicos para discutir assuntos da área;
  • Cursos via internet como o do Medcenter, facilitando o custo para os participantes;
  • Curso para interpretação radiológica em endocrinologia, especialmente RNM;
  • Estímulo para participar de trabalhos científicos usando casos clínicos;
  • Continuar dando estímulo à atualização contínua;
  • Maior desconto nos congressos
  • Envio de informações sobre eventos no Rio de Janeiro
  • Abrir espaço para colegas que queiram ser palestrantes em congressos
Comunicação: (36,5%)
  • Mais divulgação na mídia sobre obesidade e diabetes;
  • Informações sobre especialidades aos pacientes (2);
  • Novo endereço para correspondência;
  • Como participar de grupos de discussão pela Internet;
  • Informação na mídia sobre o perigo do uso de fórmulas magistrais para perda de peso;
  • Banco de empregos no site;
  • Informações sobre recebimento dos Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia (2);
  • Agilização na Indexação dos ABEM;
  • Recebimento dos ABEM;
  • Providências legais contra “prescritores de fórmulas”;
  • Pedido de inclusão do nome do associado (2);
  • Dúvida de como colocar página no site (2);
  • Dúvida sobre login e senha (2);
  • Regularização da entrega de revistas;
  • Correção na lista de associados.

Pesquisa coordenada pela equipe de conteúdo/programação do site da SBEM (Informed e FDW) e orientações da Comissão de Comunicação Social. Participaram do levantamento de dados: Aristeu Araújo e Andreza Diuana.
Coordenação: Cristina Dissat
Montagem do questionário: Dr. Luiz Cláudio Castro
Inclusão e programação técnica no site da SBEM: André Castilho e Evelise Mesquita