Campanha de Valorização do Endocrinologista - Novo Formado em 2004

relogio 04/06/2009 - 16:00
O projeto Piloto da Campanha de Valorização do Endocrinologista foi lançado em novo formato durante o Congresso Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia (CBEM), realizado em 2004. A idéia foi mostrar à sociedade qual o papel do especialista em endocrinologia e quais doenças ele é apto a tratar. A cidade de Florianópolis, enm Santa Catarina, foi a cidade escolhida para ser sede do projeto piloto.

De acordo com o Dr. Gustavo Caldas, na época coordenador da Comissão de Campanhas Públicas da SBEM, a Sociedade optou por utilizar busdoor (anúncio em ônibus) para a primeira etapa. A estratégia de divulgação levou em consideração os custos, pois esse tipo de anúncio, além de obter bons resultados, teria um investimento mais viável do que veicular informes publicitários em jornais e revistas, por exemplo. Em Florianópolis, 32 ônibus circularam nos principais pontos da cidade com anúncios da campanha.

A campanha consistiu em despertar a atenção do leigo para que ele faça relação do endocrinologista com doenças conhecidas, como problemas de tireóide, crescimento, colesterol ou diabetes. O passo seguinte, de acordo com o Dr. Gustavo, é estender a campanha para outras cidades.

A Dra. Marisa César Coral, então presidente da SBEM Santa Catarina, informou que na cidade foram detectados “pacientes procurando endocrinologistas” em conseqüência da campanha. De acordo com a médica, não foi possível ter uma noção exata de como a população reagiu, no entanto, Dra. Marisa disse que os médicos aprovaram essa iniciativa.

O projeto começou durante a gestão do Dr. Amélio Godoy-Matos (2001/2002), através de distribuição de folders explicativos pelos próprios especialistas. O resultado foi tão positivo que foi ampliado pela diretoria seguinte, atingindo os especialistas e o público em geral de uma forma mais ampla. Os resultados da Campanha em Florianópolis serão analisados para implantação em outras capitais.