Anorexígenos: Reportagem Fantástico

relogio 14/02/2012 - 14:10 Notícias

No dia de 12 de fevereiro, o programa Fantástico, da Rede Globo, exibiu uma reportagem que abordou a prescrição indevida de medicamentos emagrecedores. Segundo a matéria, médicos comercializam remédios dentro de consultórios, e não explicam claramente o que está sendo prescrito.

Um dos entrevistados foi o presidente da Comissão de Comunicação Social da SBEM, Dr. Ricardo Meirelles, que afirma que o especialista não pode prescrever um medicamento sem ser claro muito menos codificar a receita, afim de que apenas uma farmácia entenda aquele código. “Isso é totalmente vedado ao médico”, afirma o endocrinologista.

A matéria aborda ainda o fato de que médicos continuam receitando os anorexígenos suspensos pela Anvisa, proibidos no país desde o dia 12 de dezembro, e a facilidade que eles podem sem adquiridos nas fronteiras do Brasil.

No final da reportagem, Dr. Ricardo afirma que a única maneira de se perder peso é modificando hábitos de vida, adotando uma atividade física regular e adotando uma alimentação saudável. “Existem medicamentos que podem ajudar o paciente a atingir esse objetivo. Esses medicamentos devem ser utilizados quando tiverem sua indicação”, disse o especialista.

Após a exibição da matéria, Dr. Ricardo Meirelles participou de um chat com internautas, onde pôde esclarecer algumas dúvidas. Entre os temas discutidos no bate-papo foi o fato da proibição da Anvisa ter gerado um aumento do mercado negro dos anorexígenos, que acabam sendo vendidos até sem prescrição.


A reportagem gerou grande repercussão entre associados da SBEM, que se pronunciaram nas Redes Sociais da SBEM. Uma mensagem publicada pelo Dr. Alexandre Hohl , presidente do Departamento de Endocrinologia Feminina e Andrologia da SBEM, chama atenção para os pontos positivos e negativos da matéria. “Pontos Positivos: chama a atenção sobre o uso indevido de medicamentos manipulados para emagrecer e da relaçãoo indevida (e antiética) entre médicos e farmácias de manipulação. Participação importante da SBEM com as sempre corretas e consistentes palavras do Dr. Ricardo Meirelles. Pontos Negativos: confundem mecanismos de ação das drogas (Orlistat - laxante??,...) e usam um certo tom jocoso ao chamar a médica do Rio de "doutora", fazendo parecer que estas atitudes são comuns na Medicina - o que não é verdade. São casos de exceção e que devem ser combatidos através de denuncias ao CRM de cada estado”.

Ao ser compartilhada na Página do Facebook da SBEM, a mensagem do especialista gerou 39 compartilhamentos e 113 aprovações de pessoas (curtir), além de vários comentários.



cbaem 2019
Pro Endocrino setembro 2019