ADA 2008: Evento Reúne Especialistas em San Francisco

relogio 10/06/2008 - 09:57

A American Diabetes Association reuniu, mais uma vez, um grande número de profissionais de saúde para discutir ciência, ações sociais e educação. Em 2008, são mais de 15 mil participantes, circulando no Moscone Center, em San Francisco, Califórnia.

O interesse que o tema desperta é que vem congregando um público cada vez maior. Pelas abordagens das palestras, o interesse de diversos profissionais de saúde não é segredo. Todos querem ficar em dia com as novidades científicas que este ano, particularmente, são significativas. Além de resultados de grandes pesquisas, debates sobre o uso ou não de determinadas drogas, ultrapassa as plenárias e vai para os corredores.

Nos Estados Unidos, por exemplo, os bons resultados com o tratamento do diabetes incidem diretamente na economia, já que os gastos estão na faixa de U$ 174 bilhões anuais. Com esses números, a imprensa americana abre espaço imenso e faz uma cobertura significativa. Além dos americanos, participam jornalistas de várias partes do mundo e que tem espaço garantido para trabalhar durante os cinco dias de congresso, que acaba na próxima terça-feira.

Veja, nesta cobertura, alguns dos destaques do evento sob diversos pontos de vista.

Dr. Gustavo Caldas e Ruy Lyra no ADA 2008Presença Brasileira - A delegação do Brasil veio em grande número e não é uma tarefa muito difícil esbarrar com os especialistas nas conferências que acontecem desde às cinco da manhã até às seis da tarde ou nove da noite. Na foto, Dr. Gustavo Caldas e Dr. Ruy Lyra.

No primeiro dia, 6 de junho, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e a SBD - Departamento de Diabetes realizaram, pela primeira vez na história das entidades, uma sessão especial dentro do Congresso da ADA. A coordenação foi do Dr. Ruy Lyra, presidente da SBEM, e Dr. Marcos Tambascia, representante da SBD. O Dr. Ruy estava muito satisfeito com a presença de mais de 500 brasileiros na sessão e a excelente repercussão internacional das duas entidades. Segundo o Dr. Ruy, a intenção é que seja uma atividade permanente dentro do evento.

A programação científica abordando desde os aspectos epidemiológicos do diabetes, a doença cardiovascular, as controvérsias e resultados dos estudos Accord e Advance, novas drogas e o algoritmo e fluxograma do tratamento do diabetes. Além dessa programação, foi realizado um simpósio do patrocinador da atividade, Novartis.